• Tas

Entenda: o que houve entre os membros ACE e Chibin + futuro do MASC

Atualizado: 22 de Ago de 2018


ACE e Chibin, integrantes do MASC, falam sobre detalhes de ataque físico que ocorreu no início desse ano.


Em 26 de julho, Chibin compartilhou no Instagram uma vaga publicação sobre ter sofrido um ataque nas mãos de um agressor não identificado, que ele se referiu apenas como "hyung". Embora ele não tivesse especificado quem o agrediu, fãs especularam que o hyung citado seria seu colega de grupo, ACE, considerando que Chibin escreveu em sua mensagem: "Você é o único que deixei de seguir", e ACE é o único membro do MASC que Chibin não estava seguindo no rede social.


No dia seguinte, Chibin elaborou detalhes sobre o incidente, ainda sem revelar o agressor. Ele explicou que em março desse ano, um de seus colegas de grupo havia se zangado com ele por conta de um guarda-chuva emprestado e, repetidamente, xingou e gritou com ele.

Ele então descreveu um ataque agressivo, em que o colega esmagou o guarda-chuva contra uma parede de pedra e usou o lado pontiagudo para atacar sua cabeça e rosto. De acordo com Chibin, quando os outro integrantes tentaram impedir, ACE os afastou e começou a socá-lo e chutá-lo e seu rosto e cabeça começaram a sangrar.



Em 28 de julho, ACE confirmou que ele era o agressor que Chibin descreveu e declarou que deixou o grupo para assumir responsabilidade pela agressão ao seu colega. Em um longo texto no Instagram, escrito em coreano e inglês, ele se desculpou pelo incidente, mas se opôs a partes da história de Chibin, dizendo que nem todos os detalhes eram verdadeiros.


ACE também postou uma música no SoundCloud e Instagram, com uma letra que contesta a parte de Chibin sobre aquela noite: "Como se fosse um ataque unilateral... Se eu não fizesse nada, você provavelmente escreveria mais ficção/Não, eu já sou um lixo, não, eu já sou um lixo/Antes que eles me levantem e me joguem fora, tenho que explicar meu lado das coisas."


A publicação de ACE no Instagram (traduzida da parte em inglês), diz o seguinte:


"Este é o ACE. Primeiro, gostaria de me desculpar sinceramente aos nossos fãs, ao público e aos membros por causar provocar críticas. Quero me desculpar do fundo do meu coração aos nossos fãs que acreditaram em mim e me apoiaram. Também quero me desculpar com os membros que estiveram comigo por todo esse tempo.


Além de qualquer situação, minhas intenções no momento, e com base na consequência do incidente, gostaria de admitir a culpa em minhas ações naquele dia. No entanto, eu nunca quebrei um guarda-chuva em uma parede de tijolos para fazer uma arma ou agredir meus colegas que estavam tentando me impedir. Quero afirmar que essas acusações são completamente falsas.


E também, acusações de que sumi sem contato por 5 meses, sem qualquer desculpa, são completamente falsas. Durante este período, assumi completa responsabilidade por minhas ações, deixando o grupo, encerrando o contrato com a empresa, enquanto também passava por e concluía uma investigação policial.

Eu desejo que os fãs que apoiaram o MASC, os integrantes do MASC e pessoas que amo não fiquem magoados ou surpresos com as acusações unilaterais.

Estou totalmente consciente da imaturidade de minhas ações. Gostaria de me desculpar novamente por minhas ações. Eu continuarei dando meu apoio ao MASC. E peço que vocês também continuem dando amor e apoio ao MASC."


Chibin imediatamente respondeu com uma publicação própria no Instagram, negando fortemente a versão de ACE sobre o evento, e compartilhando capturas de tela (prints) com mensagens de texto que ele recebeu de ACE no início do ano. Ele também explicou que seus prints mostraram o nome do remetente como "Desconhecido" porque "o agressor deixou o KakaoTalk (serviço móvel de mensagens) duas horas atrás."


"Chibin-ah, seu corpo está melhor? Receba tratamento e mande o recibo para este hyung, por favor. Eu liguei para a sua mãe, mas ela não atendeu. E eu tomar responsabilidade pelo que fiz parece ser a coisa certa. Já que estou saindo do grupo, não se preocupe. Já que não estou saindo por sua causa, seria bom se não pensasse assim. Mesmo que eu não esteja mais lá, volte bem para o MASC. Você com certeza sentirá que pertence ao MASC. Mais uma vez, desculpe-me. Mesmo que seja bem mais tarde, se você conseguir me perdoar, se eu conseguir te ver sorrindo, seria bom" (Tradução direto do coreano).



"Nosso Chibin-ah, estou tão preocupado contigo que o sono não vem. Você foi muito bem hoje, então não se preocupe e descanse bem"


"Se você não estiver magoado nem com dor, seria bom, Chibin-ah"


"Porque de repente não estamos mais juntos"


"Sinto sua falta, meu dongsaeng* "


(Tradução direto do coreano).


Na mensagem de 19 de março, ACE perguntou a Chibin se ele estava se sentindo melhor e disse que estaria deixando o grupo, acrescentando: "Não é por sua causa que estou indo, então espero que não pense assim." Em mensagens de 11 de março, ACE diz que sente muita falta de Chibin e que está tão preocupado com ele que não conseguia dormir.


"Eu não sei o que ele está pensando quando postou aquela música e confundiu a todos, nunca o pedi para deixar o grupo... Fui eu quem ofereci um aperto de mãos (de reconciliação)." Ele compartilhou que se ofereceu para fazer as pazes com ACE na frente dos executivos da agência, escrevendo: "Eu o disse naquela época, Minha mãe disse que o agressor está passando por um momento mais difícil que a vítima, hyung. Eu entendo o que deve estar sentindo."



Ele continuou: "Você escreveu (em suas letras), "Como se fosse um ataque unilateral"... pelo o que eu li, você está tentando esconder as coisas e se proteger. Sem surpresa, até o final, você continua uma pessoa egoísta que só pensa em si mesma. Como vocês podem ver nas fotos que compartilhei, foi o agressor que disse que deixaria o grupo, não eu.


Ele (ACE) diz que queria se reconciliar comigo, mas nunca veio ao hospital me visitar, e eu quero deixar claro que nunca, nunca o ataquei enquanto xingava (como ACE descreve em sua letra). Sua alegação de que ele recuou surpreso enquanto acenava com um guarda-chuva, que eu o xinguei, são mentiras absurdas, e todos os membros sabem a verdade. Exceto pelo líder (Woosoo) e meu amigo Moonbong, que não estavam lá, todos os outros membros estavam!


Você, que nunca se desculpou sinceramente, não parece saber o que é importante ou quem realmente está escrevendo uma ficção... em quem as pessoas irão acreditar? Em você, o agressor, que sempre bate na minha cabeça e na de Moonbong? Você, que sempre esteve no centro das disputas de nosso grupo? Você, que deixou todos sem saber o que fazer, ao deixar de repente a estação de transmissão uma hora antes do show ao vivo, xingando tão alto que todos os outros cantores nas salas de espera puderam ouvir? Você, que ligou bêbado para minha mãe enquanto soluçava? Minha mãe o protegeu naquela época, mas as coisas mudaram. Você, que desapareceu sem um único rastro por 5 meses."


"Eu escrevi isso tão rapidamente que talvez tenha deixado algumas coisas de fora. Estava tão chocado e confuso que perambulei demais. Obrigado por lerem com atenção." concluiu Chibin.


Em uma entrevista exclusiva para o Edaily em 29 de julho, ACE declarou: "Primeiramente, eu gostaria de me desculpar profundamente por minhas ações, não importa quais foram os motivos por trás delas. Eu considerava Chibin como se fosse meu irmão mais novo de sangue, e queria tratá-lo bem, e queria liderar o grupo como um dos membros mais velhos. Também queria desmentir algumas coias após organizar as partes que achei injustas e as partes que eu queria explicar. Porém, percebi que um pedido respeitoso de desculpas ao Chibin é a prioridade".



ACE continuou: "Não somos um clube, mas sim cantores profissionais, e não somos solo, mas sim trabalhamos como um grupo. Então sempre pensei que deveríamos ter um senso de profissionalismo. No processo, um conflito surgiu com os membros mais novos, e um evento desagradável aconteceu. Eu gostaria de, novamente, pedir sinceras desculpas. Eu saí do grupo. Para Chibin, com quem eu trabalhei duro por sucesso, gostaria de pedir desculpas mais uma vez".


Ele concluiu, dizendo: "Entre as coisas que foram ditas, há partes que são indiscutivelmente diferentes da verdade, assim como partes que foram exageradas. Por causa disso, cheguei a um ponto de sofrimento que é difícil de lidar. Nesses aspectos, não tenho outra escolha senão tomar ações legais".


Chibin também participou de uma entrevista separada na qual ele detalhou mais seu lado da história. Ele foi perguntado primeiramente como que o incidente começou, e respondeu: "Se eu fosse lhe contar desde o começo, foi quando ACE voltou de seu treinamento de forças de reserva no começo do ano. Na época, houve muitos conflitos. Ele voltou e dizia coisas como, 'Estou bravo' e 'É tão difícil. Há alguém em quem eu possa descontar minha raiva?'. No dia seguinte, estava chovendo a caminho do ensaio. Como mencionado no meu post, ACE pediu para que eu lhe levasse um guarda-chuva, mas outra pessou também levou um guarda-chuva. Porém, ele começou a gritar comigo, dizendo: 'Se eu disse para você trazer, você não deve trazê-lo?'"


Como o incidente ocorreu no começo desse ano, Chibin então foi perguntado por que havia um vão entre as datas da agressão e de seu post. Ele explicou: "Na época do acontecido, as pessoas queriam abafá-lo. Eles disseram que, apesar de sermos desconhecidos, era um incidente que poderia ser manchete de primeira página se fosse divulgado. A agência disse que eu deveria escolher se queria revelá-lo e forçar que ambos saíssimos do grupo. Naquela situação, eu não pude dizer: 'Já que fui vítima da agressão, dispense nos dois'. Eu não tive escolha".



Quando perguntado do porquê dele ter decidido postar sobre o incidente, Chibin respondeu: "Nada foi resolvido após aquilo. ACE está alterando o que houve. Nada mudou. Ele postou uma mixtape com versos ridículos, suas desculpas também soam ffalsas, e ele está, na verdade, distorcendo a situação". Ele também foi perguntado se ele mesmo compartilhou o post, e ele respondeu dizendo que organizou os detalhes do post com seus membros conforme eles o aconselhavam da importância de não exagerar em nada.


Chibin então foi perguntado sobre o que ele queria ao revelar o incidente. Ele respondeu: "Ele disse que iria me processar. Não tenho medo de um processo. Eu passei pelas coisas que passei, e eu sou a vítima. Não sei sobre qual parte ele vai me processar. Eu só queria uma desculpa sincera. Eu somente queria uma desculpa, mas ele não pode reconhecer isto, e agora a situação se desenrolou desse jeito. Eu espero que as pessoas não esqueçam desse incidente e que muitos outros ainda venham a saber sobre ele".


Ele adicionou: "ACE postou uma desculpa, mas não há nem um pingo de sinceridade nela. Ele não reconheceu os detalhes do incidente. É difícil ver uma desculpa sincera, e eu tenho ainda mais ressentimentos". Sobre o futuro do grupo, ele comentou: "Após as coisas terem ficado assim, eu provavelmente não serei capaz de continuar com o MASC. É injusto. Eu espero que muitas pessoas fiquem sabendo sobre isso".


Em 30 de julho, 26 foi à sua conta pessoal do Instagram anunciar sua partida do grupo e falar sobre o incidente de agressão entre ACE e Chibin. Ele começou com: "Olá, aqui é o 26. Eu pensei muito e por muito tempo sobre se é certo eu falar disso na situação atual. Eu sei que alguns de vocês devem estar pensando, 'Por que agora? Por que você, repentinamente?'. Porém, a razão pela qual estou ultrapassando meus medos e me abrindo sobre isso é porque acredito que ficar em silêncio por mais tempo pode causar mal-entendidos ainda maiores e não é respeitoso com os fãs que deram seu amor e interesse ao MASC. Irei escrever cuidadosamente minha história abaixo com um coração pesado e culpado"



"Primeiramente, quero dizer que minha posição no grupo tem sido discutida desde março. Eu precisava fazer uma deisão levando em conta meus requerimentos militares, as sequelas do acidente de carro ocorrido em 2016 e meu desejo de seguir a carreira de diretor. MASC é tudo para mim, algo que contém meus preciosos sonhos da ingância. Porém, muitas situações, procupações que a divisão entre a realidade e as expectativas poderiam magoar outros, e percebendo que a minha direção e ideiais não são os mesmos da agência fizeram com que eu decidisse deixar o grupo ao invés de entrar em hiatus. É uma situação lamentável. Porém, é algo que eu senti que precisava falar sobre. Isso é algo que eu deveria ter contado a vocês antes, mas me segurei porque me sentia muito mal e agora estou muito atrasado. Sinto muito por causar preocupação e desapontamento. Deixarei o MASC".


"E eu queria que vocês soubessem que este post não é relacionado à situação atual envolvendo alguns dos outros membros. Até um certo ponto, esta é só a 'minha história'. Estou escrevendo isto porque estava preocupado que meu silêncio causaria mais problemas e preocupações, e me preocupei de que, se esperasse, causaria mais controvérsias e confusões para o MASC, quando o necessário e tempo para um reajuste".


"Estou atualmente escrevendo sobre a maior e mais preciosa coisa para mim. Meus dias de trainee que exigiram muito tempo de espera e muito esforço. O começo de meu trabalho como editor de vídeo por causa de dificuldades na vida e, apesara de eu ter sido reconhecido por meu trabalho e ter me tornado um diretor, eu desisti de meu megafone por causa do meu amor pelo palco. Sentido-me culpado em relação aos outros membros que esperaram por mim enquanto eu me recuperava de um grave acidente de carro, logo antes de nosso debut. A fé de minha família em mim enquanto eles apoiavam meu trabalho silenciosamente. O peso que senti quando debutei com o MASC foi incrível. Eu queria ser melhor. Houve muitas vezes nas quais fiquei desapontado porque as coisas não aconteceram do jeito que as planejei. Mas fui capaz de ser forte porque tive nossos preciosos fãs, que sempre acreditaram em mim e me apoiaram".


"Porém, era impossível que eu fizesse tudo sozinho. Nossa agência tinha sua própria posição e direção, e eu não podia simplesmente pedir que eles aceitassem minhas próprias crenças e problemas pessoas porque eu existia em um grupo, e não sozinho. Eu sei que alguns de vocês talvez estejam se perguntando se o fato de eu estar deixando o grupo tem algo a ver com a situação atual. Claro, seria uma mentira dizer que a situação entre os membros e o jeito que a agência lidou com o caso não afetaram minha decisão. Porém, as coisas envolvendo minha decisão existem desde antes do incidente, e essa não é uma decisão que fiz oscilando por causa de minhas emoções".



"Graças aos nossos fãs, fui capaz de realizar meus sonhos como 26 e, apesar de isso soar um pouco brega, foi por causa de vocês que fui capaz de voar mais alto. Apesar disso, espero que vocês entendam que por trás de minha declaração de 'Eu quero me afastar um pouco' há muitas coisas e situações que não posso colocar em palavras. Essa é uma decisão que fiz para diminuir a espera e os danos, e voltarei com notícias uma vez que tenha uma ideia mais clara do que vou fazer ou depois que eu tenha descansado minha mente e alma. Obrigado por sempre me apoiarem".


Num segundo post, ele deu sua versão do incidente de agressão envolvendo ACE e Chibin. 26 escreveu:


"Os momentos que passei como 26 do MASC, os quais agora se tornarão parte do meu passado, foram tão preciosos, e eu não os trocaria por nada. E eu acredito ter a responsabilidade de proteger esses momentos preciosos. Acredito que é a última coisa que posso fazer por mim mesmo e por meus amorosos fãs. Para terminar meu post, acredito que é necessário que eu fale sobre a situação ao invés de explicar o que tenho feito. Essa será a última coisa que falarei antes de terminar o post".



"Não expressarei a posição da agência e não escolherei lados entre os dois membros envolvidos. Como alguém que estava lá, falarei honestamente sobre o que vi. Não acredito que é necessário perpetuar a briga online, e é um fato que isso só causa mais dano aos membors que estão em silêncio por causa de preocupação e ansiedade. Fico triste sobre o que aconteceu como um membro do MASC, e me pergunto o que teria acontecido se a agência tivesse agido de outro jeito. Estou sendo muito cuidadoso em relação a como este post parecerá para muitas pessoas. Posso dier que houve uma causa definida por trás do incidente, e acredito que haverá a obrigação de tomar responsabilidade quando os resultados sairem. Nada pode justificar agressão física, de maneira alguma. Porém, tudo tem uma causa, e as pessoas envolvidas devem tomar responsabilidade pelas consequências de tais causas".


"Se há algo pelo qual tenho que ser punido como 26 do MASC, aceitarei. Porém, quero me abrir porque tenho medo que as coisas que quero proteger desapareçam por serem distorcidas. Acima de tudo, éramos membros do mesmo grupo e, como compartilhavámos um monte de coisas, também tínhamos diferenças nas nossas opiniões e batíamos de frente por causa disso, mas sorrimos e superamos muitas coisas juntos. Eu acredito que o problema entre os dois membros surgiu por causa de muitos desaponamentos um com o outro terem se acumulado. Mas, no processo de desenrolar esses muitos mal-entendidos, houve um jeito errado de se expressar".


"Naquele dia chuvoso, como todos vocês sabem, ACE bateu em Chibin com um guarda-chuva. É um fato indiscutível, e algo pelo qual ACE estava errado. Porém, não havia uma 'parede de pedra' lá. Era somente um beco. A versão atual do evento é que Chibin foi atingido com um guarda-chuva e que o vinil foi arrancado do guarda-chuva para criar um espeto, mas os membros que estavam ao lado deles teriam realmente ficado parados se isso tivesse acontecido? Nunca. Quando a briga começou, ficamos observando a conversa de ambos, esperando que eles resolvessem as coisas já que eram problemas entre os dois. No processo, vozes se levantaram, e os membros ao redor de ACE e Chibin foram incapazes de lidar com a situação inesperada. O que eu posso dizer com certeza é que seguramos ambos antes que as coisas pudessem se transformar em uma briga. ACE foi quem começou a agressão física, e ele realmente bateu em Chibin com o guarda-chuva, mas havia muitos membros ao lado deles. Não ficamos ali parados. Seguramos ambos para acalmá-los e evitar uma grande briga".



"Se isso tivesse sido uma 'agressão unilateral', os membros estariam segurando somente um membro, não ambos. Ambos estavam emocionalmente irriatos e à beira de uma briga física, então tentamos acalmar a situação e não houve socos. A discussão levou à agitação, e todos ficaram surpresos e espantados com os machucados de Chibin. Nosso líder chegou tarde à situação e, uma vez que ele acalmou as coisas, ele levou o membro machucado ao hospital e, como tenho a mesma idade que ACE, fiquei com ele para lidar com a situação já que não tinha certeza se os membros mais novos seriam capazes".


"Não escreverei sobre o que Chibin e ACE discutiram ou sobre o que eles discutiram com a agência, já que eu não estava lá para ouvir diretamente. Isso é o que vi enquanto estava em pé ao lado deles. Meu único desejo é que o MASC, os membros do MASC e os muitos fãs que ficaram preocupados com o MASC não fiquem mais magoados por culpa de mal-entendidos e distorções. Essa situação é um problema que deve ser resolvido entre os dois membros, o MASC e a agência".


"Mais uma vez, peço que as pessoas parem de postar coisas sem sentido e, se há coisas a serem descobertas, é algo que ambos têm que resolver sozinhos. Se há alguma parte da história que eles querem que seja justificada, deveria ser lidado na corte. Eu só não quero que o MASC, que é tão precioso para mim, se machuque ainda mais. Nunca esquecerei o amor que nossos fãs deram ao MASC. Obrigado".


JJ Holic Media, a empresa do grupo, foi ao fancafe do MASC em 30 de julho para divulgar sua declaração. Lê-se: "Primeiramente, queremos sinceramente pedir desculpas aos fãs que amaram e apoiaram o MASC por preocuparmos vocês com tantas notícias ruins. Nos sentimos culpados por não termos sido capazes de evitar esse incidente, e temos um grande senso de responsabilidade. Desde março até agora, temos tido profundas conversas com os membros do MASC para garantirmos que os membros restantes não sejam afetados negativamente pela situação. Vínhamos discutindo as atividades e compromissos futuros quando esse incidente infelizmente veio à tona. Fomos lentos em avisá-los deste incidente já que estávamos preocupados que afetaria negativamente os outros membros e o nome do 'MASC', e é por isso que nossa declaração oficial foi atrasada també, e por isso, sentimos muito

A agência então falou sobre o status atual de ACE e Chibin: "Desde o incidente em março, ACE havia sido excluído da lista de membros. Essa decisão foi feita conforme acreditávamos que ele não é capaz de continuar as promoções em grupo e não há absolutamente nenhuma justificativa para seu uso de violência física. Chibin, que tem descansado enquanto recebe tratamento para seu trauma mental, veio até nós mês passado e afirmou que acha difícil continuar suas atividades no MASC. Ele está atualmente preparando-se para o vestibular e mudar sua carreira para atuação".


"Queremos pedir desculpas mais uma vez por preocuparmos tantas pessoas, e pedimos por seu apoio aos outros membrso do MASC para que eles não sejam ainda mais machucados pelo que aconteceu. Encararemos isso como uma lição para nos tornarmos uma agência que é mais atenta e mais solícita com nossos artitas. Também faaremos nosso melhor para garatir que o incidente seja concluído assim que possível. Obrigado".



Em 4 de agosto, Chibin postou uma foto dos documentos e uma captura de tela do local onde aconteceu a agressão em seu Instagram.


Ele escreveu na legenda: "Acusações da agressão unilateral do infrator foram aceitas, então atualmente o processo de acusão está acontecendo. Após verificar as alegações postadas nas redes sociais do criminoso, o detetive que o investigou não fez um único comentário em sua defesa, dizendo coisas como: 'O infrator deveria receber uma indenização financeira, isso é muito óbvio'. Muito pelo contrário, ele disse que é claro que foi uma agressão unilateral".


"E também, outro fato é que a localização onde fui agredido, uma colina perto de uma loja de conveniências na Avenida Bongeunsa, 49, Gangnam, Seoul, há inúmeras paredes na colina. Na hora, não havia muitos postes ligados na rua (era muito tarde da noite), então eu não tinha certeza, mas eu lembro através dessa foto anexada que foi essa parede. É verdade também que ele me ameaçou, bateu o guarda-chuva na parede e me acertou duas, três vezes".


"Gostaria de informá-los que, até agora, não é verdade que o infrator me deu qualquer dinheiro para que fosse gasto com minhas despesas médicas. O autor do crime e eu fomos separados à força após eu ter recebido ferimentos em meu rosto e minha cabeça. Também é verdade que ele empurrou as pessoas que estavam me segurando e deu um chutes depois, também. O infrator também disse que eu de repente pulei nele enquanto xingava, mas isso é difícil de imaginar já que tínhamos uma relação desequilibrada. Não é verdade".


"Eu falei para ele não se aproximar de mim, mas ele o fez usando palavras violentas e insultos, e usou seu guarda-chuva em um piscar de olhos para me atingir. Foi depois disso que os membros tentaram separar a briga".


"Eu vim falar disso novamente após as pessoas que me encorajaram, após a vinda à tona do incidente, ficaram curiosas sobre o que está acontecendo. Obrigado!".

Para entender mais, tudo começou após Chibin publicar o seguinte texto em seu perfil na internet:


"Você cometeu um crime e parece que quer fugir. Parece que você não tem a intenção de se desculpar por todas as cicatrizes que me causou, psicológica e emocionalmente que me causou naquele dia, hyung. Você foi o único que deixei de seguir, hyung, e quer saber por quê? Porque me dá arrepios te ver publicando algo como se nada tivesse acontecido. Acho que você está lendo isso. Se eu pareço bem para você, é um grande engano. Toda noite, quando me deito com as luzes apagadas, penso naquele dia. As cicatrizes que vejo em meu rosto no espelho, não pense que não são nada ou que pertencem ao passado. Eu sou incapaz de esquecer aquele dia. O dia que meu sangue caiu em gotas como chuva e eu agachei no chão, chorando."


[hyung é um termo usado para meninos se referirem a rapazes mais velhos, geralmente usado em um relacionamento próximo]



MASC realizou seu debut com 4 membros em 2015; Chibin e mais 3 integrantes foram adicionados em 2017. O lançamento mais recente do grupo com a nova formação foi em setembro do ano passado, com "다해 - Do It".


* [dongsaeng] pessoa/irmã (o) mais nova (o).


Fonte: (1) (2) (3) (4) (5)

Instagram

Youtube

Facebook

Twitter

Email para contato: osowakorea@gmail.com

541.111.418-70

Prazo de entrega: 7-10 dias úteis