• Tas

INX: Situação precária e processo contra a agência


Detalhes sobre o grupo ídolo e o tratamento que recebiam da agência foram revelados após sentença de cancelamento de contrato exclusivo.


INX, um grupo de cinco membros (JunYong, BonGuk, JiNam, SangHo e Win), assinou seu contrato exclusivo com a agência em dezembro de 2015, e após meses treinando, estrearam no verão do ano seguinte com o single "오나 (Alright)". Como muitos aprendizes, eles queriam estar no centro da Onda Hallyu, mas suas esperanças foram quebradas antes mesmo de completarem 1 ano de atividades.


A agência continuava diminuindo o número de funcionários, então tornou-se difícil para os membros esperarem algum apoio, tais como gerente, transporte e aulas de canto e dança. A agência exigiu que os membros pagassem seus próprios gastos com cabelo e maquiagem. Procedimentos cosméticos como botox e enchimentos também seriam pagos pelos membros. Isso era considerado pela empresa como autogestão.


O grupo teve que alugar salas aeróbicas para ensaiar, e em algumas vezes, não puderam entrar pois a senha havia sido alterada. A agência não forneceu ajuda financeira para os membros comprarem comida e utensílios domésticos para seus dormitórios, dizendo a eles: "Você não vai morrer por ter pulado uma refeição." Uma funcionária que solicitou e exigiu que pagassem pela refeição dos membros, foi retirada à força da empresa.


O grupo também estava ativo no Japão e em Taiwan, mas a situação não estava lá essas coisas. Os membros não eram acompanhados por gerentes ou qualquer outro funcionário quando iam para o exterior, então eles tinham que sair e se promover. Eles também não tinham nenhum segurança, por conta disso, sofriam frequentes assédios sexuais em eventos.


Foi apontado que os membros sofreram abuso verbal e ameaças do gerente da agência, ele criava um ambiente de medo, dizendo: "Se não me ouvir, irei destruí-lo nesta indústria." Eles também insultavam os membros individualmente, ameaçando-os de mudar os membros ou fazer cada um deles pagar muito caro por violar o contrato.


Apesar disso, o grupo trabalhou duro para promover sua música, mas nunca receberam o dinheiro que ganharam por meio de suas atividades. Eles entraram com uma ação contra a agência e declararam que o contrato exclusivo era inválido, pois a mesma violou suas obrigações contratais. Em 22 de junho, os Tribunais Distritais de Seul tomaram partido do processo e reconheceram todas suas acusações contra a agência.

Felizmente, o grupo venceu o processo.


Fonte: (1) (2)

Instagram

Youtube

Facebook

Twitter

Email para contato: osowakorea@gmail.com

541.111.418-70

Prazo de entrega: 7-10 dias úteis