• Quel ^^

História da Península Coreana: O Começo de Tudo (Fundação da Coreia)


Ninguém sabe exatamente como a Coreia (antes da divisão em Norte e Sul) foi fundada, mas existem os Geonguksinhwa (건국신화), mitos que explicam a fundação da nação. Os mitos normalmente envolvem deuses, dizendo que os governantes tinham linhagem divina, mas não eram divindades.



De acordo com um livro de lendas e contos coreanos, Samguk Yusa (삼국유사) (1281), o país foi determinado em 2333 a.C. por Dangun.


Mas quem seria Dangun?










Dangum Wanggeom é o fundador de Gojoseon (anteriormente conhecido somente como Joseon - a nomenclatura foi alterada para que não seja confundida com a Joseon formada muito depois), o primeiro reino da Coreia. O avô de Dangu, Hwan In, era o “Senhor dos Céus”, enquanto seu pai, Hwan Ung, desceu à terra e fundou uma cidade (Shinsi) na Península Coreana. Em algumas versões do mito, Shinsi é localizada no Monte Taebaek, enquanto em outras é citada como sendo no Monte Paektu.


Quando um tigre e um urso encontraram Hwan Ung e pediram para serem humanos, o deus deu a cada um deles um embrulho de comida sagrada que continha alho e artemísia. Depois de comerem, deveriam ficar em uma caverna por cem dias – após este período, tornar-se-iam humanos. O tigre desistiu, mas o urso seguiu as instruções de Hwan Ung e tornou-se uma bela mulher chamada Ungnyeo (웅녀).


Ungnyeo ficou muito grata e queria retribuir Hwan Ung; porém, lhe faltava um marido, portanto a mulher orou sob uma “bétula divina” para que pudesse conceber uma criança. O príncipe divino, comovido com as preces de Ungnyeo, casou-se com ela e teve um filho: Dangun Wanggeom.


Dangun ascendeu ao trono, construiu a cidade murada de Asadal, perto de Pyongyang (a localização é discutível) e deu o nome de Joseon ao reino. Posteriormente, Dangun mudou sua capital para Asadal no Monte Taebaek, e reinou por 1500 anos, até que o Rei Wu de Zhou (Zhou sendo uma antiga dinastia chinesa) colocou Kija no trono, em 1122 a.C.


Kija? Temos um nome novo por aqui, não é?



Kija (기자) foi um sábio chinês, parente honrado do último rei da Dinastia Shang, punido por ter discutido com o Rei Di Xin, chamado pejorativamente de Rei Zhou após sua morte.


Após a Dinastia Shang ter sido destronada pela Dinastia Zhou, Kija supostamente deu conselhos políticos ao Rei Wu, o primeiro rei da Dinastia Zhou. Mais tarde, o Rei Wu declarou Kija rei de Joseon. Governando Joseon, o sábio trouxe agricultura, sericicultura (criação de bichos-da-seda) e outros aspectos da civilização chinesa à Joseon.


Diz o mito que, quando Kija chegou à Joseon para ocupar o trono, Dangun mudou-se para Changtang-kyong e retornou para Asadal, onde tornou-se um deus-montanha, com 1908 anos de idade.




O último rei de Kija Joseon, Rei Jun de Gojoseon, acolheu um refugiado de Yan, um estado ao nordeste da China. Wi Man (위만), líder militar chinês, fugiu para Gojoseon após a queda da Dinastia Qin. Em 194 a.C, Wi Man rebelou-se e tomou o trono de Rei Jun, fazendo com que este partisse para o sul da Península Coreana. Assim começou o período de Wiman Joseon.




O neto de Wi Man, Rei Ugeo (우거), permitiu que muitos exilados da Dinastia Han (da China) vivessem em Wiman Joseon. Porém, número de pessoas de Han cresceu e o rei proibiu que o estado de Jin (na porção sul da Península Coreana) se comunicasse com a Dinastia Han.






Como resultado, em 109 a.C., Wudi, imperador da China, invadiu Wiman Joseon a partir do Rio Luan. Após falhar diversas vezes em derrotar os exércitos de Wiman Joseon, Wudi tentou convencer os príncipes a matarem o Reio Ugeo. A conspiração falhou e levou à destruição do reino Gojoseon.


Depois de um ano de batalha, a capital foi capturada e Wiman Joseon, destruída. Quando a Dinastia Han assumiu o controle de Gojoseon, a região norte da península e a Manchúria foram ocupadas pelos estados de Buyeo, Goryeo, Okjeo, Dongye e outros governos menores.



O imperador criou então os Quatro Postos de Comando de Han, uma colônia chinesa localizada na parte norte da Península Coreana e em parte da Península Liaodong. A função dos postos era controlar a população na área que antigamente havia sido Gojoseon.


Três dos postos de comando foram derrotados ou mudaram-se para o oeste conforme as décadas passaram, mas o território de Lelang permaneceu como centro cultural e econômico de sucessivas dinastias chinesas por quatro séculos. Porém, Goryeo gradualmente conquistou e absorveu todos seus vizinhos, e destruiu o último posto de comando chinês em 313 a.C.



Após esta conquista, surgiram três reinos na Coreia: Goryeo, Baekje e Silla.


A história dos três reinos será contada no próximo post~


Fonte: (1)

Instagram

Youtube

Facebook

Twitter

Email para contato: osowakorea@gmail.com

541.111.418-70

Prazo de entrega: 7-10 dias úteis