• Quel ^^

Ex-repórter do Chosun Ilbon julgado inocente sobre queixas de assédio sexual envolvendo Jang Ja Yeon


O ex-repórter da Chonsun Ilbo (referido aqui como Sr. Jo) que havia sido indiciado pelo suposto assédio sexual envolvendo a falecida atriz Jang Ja Yeon recebeu um veredito de inocente em seu primeiro julgamento.


O indiciamento veio dez anos após o falecimento da atriz em meio de novas investigações. Na época do falecimento de Jang Ja Yeon em 2009, o CEO de sua agência e o empresário foram indiciados por assédio e difamação, e aqueles supostamente envolvidos no suborno sexual não foram indiciados. Ano passado, um comitê especial sob o Ministério da Justiça abriu uma reinvestnoigação do caso Jang Ja Yeon, e a promotoria indiciou Sr. Jo novamente baseado na presença dele na festa de aniversário do CEO da agência e supostamente teria cometido atos de assédio sexual contra Jang Ja Yeon.


Entretanto, juízes determinaram que não poderiam acreditar nas palavras de Yoon Ji Oh, a única testemunha a se apresentar sobre os eventos ocorridos na festa de aniversário. O problema principal citado pelos juízes envolvendo o testemunho foi que, quando ela foi interrogada pela polícia e promotoria em 2009, os agressores que ela havia identificado mudaram.


Os juízes disseram: "mesmo que Yoon Ji Oh - que diz ter testemunhado o assédio sexual - não tivesse sido capaz de identificar o agressor corretamente durante o interrogatório sete meses depois, ela poderia ter escolhido a 'pessoa mais alta e mais jovem que estava presente naquela noite'. Seu testemunho de que a pessoa era o CEO de um portal de notícias por volta de seus cinquenta anos é problemático".


Os juízes também questionaram a credibilidade do testemunho de Yoon Ji Oh pelo fato de que após o CEO Hong de um portal de notícias — o qual ela tinha identificado como o agressor — ter confirmado um álibi, ela então escolheu o Sr. Jo.


Porém, o testemunho do Sr. Jo também mudou durante o interrogatório, fato que pareceu suspeito aos juízes. Eles disseram: "O acusado ouviu da polícia que Yoon Ji Oh havia dito que o CEO Hong compareceu à festa de aniversário então, mesmo que o CEO Hong não tenha estado lá, o Sr. Jo testemunhou que o CEO tinha comparecido. Como consequência, acreditamos ser possível que o acusado tenha sim cometido os crimes pelos quais estã sendo julgado".


No final, os juízes determinaram que não tinham como provar que o Sr. Jo era culpado além da dúvida razoável, como tudo que eles possuíam era o testemunho de Yoon ji Oh.


Após o veredito ser anunciado, Sr. Jo disse aos repórteres: "Agradeço à corte por um julgamento sábio".


Fonte: (1)


Instagram

Youtube

Facebook

Twitter

Email para contato: osowakorea@gmail.com

541.111.418-70

Prazo de entrega: 7-10 dias úteis